Famosos

RBD: confira os melhores momentos da passagem memorável pelo Brasil

todaynovembro 21, 2023

Fundo
share close
Foto: Twitter/@RBDFotosHQ

 

Camisas brancas, gravatas e a mais clássica playlist anos 2000: essa é a vibe dos fãs do RBD, desde o dia 9 de novembro, quando a banda iniciou sua passagem pelo Brasil, depois de 15 anos em hiato. Contrariando quem pensava que a febre do clássico mexicano havia passado, o quinteto arrastou uma multidão de, pelo menos, 440 mil pessoas para 8 apresentações esgotadas da “Soy Rebelde Tour” em duas capitais brasileiras – Rio de Janeiro e São Paulo.

O grupo já esteve nos Estados Unidos e Colômbia, e deve finalizar a turnê em seu país de origem, o México, com 12 shows agendados para os meses de novembro e dezembro.

 

Paixão pelo Brasil

Não é de hoje que o RBD tem declarado seu amor pelo Brasil. Além dos álbuns com versões em português, como Rebelde e Celestial, das mensagens traduzidas do espanhol em todos os shows ao longo de suas passagens pelo país e dos figurinos personalizados com a bandeira verde e amarela, a banda sempre dá seu jeito de homenagear os fãs brasileiros.

Christian Chávez é um dos integrantes que explora a criatividade para mostrar seu carinho pelo Brasil. Durante a segunda apresentação no Rio de Janeiro, dia 10 de novembro, o astro cantou a capela a música ‘Voando Pro Pará’, da cantora Joelma. Em agradecimento, a paraense enviou uma bota com a estampa da bandeira brasileira, que foi usada por Dulce Maria no último show do grupo no país. 

A ruiva também registrou sua admiração pelo funk em vários dos concertos pelas capitais.

“Quando viemos pela primeira vez ao Brasil, fiquei loucamente apaixonada pelo funk […] E estou muito orgulhosa que hoje, depois de 15 anos, escutamos o funk em muitos países”, pontuou.

No entanto, a paixão de Dulce pelo ritmo brasileiro não é nenhuma novidade para os fãs. O primeiro registro foi em 2005, durante uma matéria especial para o Programa do Gugu, em que a mexicana enalteceu o funk e ainda mostrou seu gingado, ao lado dos colegas de banda.

Outros (quase) brasileirinhos, são os dois filhos de Anahí. O mais velho, Manuel, de 6 anos, fez uma aparição com camiseta do Brasil durante o show do dia 13 de novembro, no Morumbi. Maite e Dulce, que também são mães, mostraram os mini-looks em verde e amarelo que receberam dos fãs nas apresentações, cada um com o nome de suas filhas estampado: Lía, de Maite e Maria Paula, de Dulce Maria.

Os discursos da banda também reforçam o carinho que os cinco mexicanos têm pelo Brasil.

“Eu sou brasileiro […] Obrigada por me fazer feliz, por sempre me apoiar, ainda nos momentos mais difíceis da minha vida”, gritou Christian Chávez.

O mesmo aconteceu na primeira noite de show no Morumbi. Christopher Uckermann introduziu ‘Cerquita de Ti’, a terceira música da apresentação, dizendo que “nós queremos dedicar a todos que estão aí atrás, a quem está aqui. Aqueles que esperaram por nós durante tantos anos porque foi um desafio chegar aqui”.

Já Anahí, encerrou sua passagem pelo Brasil com um pedido aos fãs. Em vídeo publicado via Instagram, a cantora diz:

“Brasil, eu te amo com todo meu coração. Eu nunca vou te esquecer. Só quero te pedir uma coisa: não me esqueça”.

 

Foto: Stephanie Hahne/TMDQA!

 

Momentos simbólicos da turnê

Para homenagear os fãs, o RBD trouxe diversas referências aos elementos usados antes de sua pausa, em 2008. As principais, foram recriações de figurinos utilizados em clipes e apresentações da banda nos seus 4 anos em atividade.

Vários momentos dos shows também foram, propositalmente, responsáveis por um caminhão de nostalgia aos amantes do grupo. Christian Chávez, por exemplo, trouxe de volta o querido cabelo platinado, um dos penteados mais clássicos de Giovanni Méndez, seu personagem em Rebelde. 

Junto do “Hola Rio” desejado pelos fãs, que faz referência à saudação de Anahí no início do DVD Live in Rio, gravado no Rio de Janeiro em 2006, a mexicana usou e abusou do famoso chapéu rosa do clipe ‘Sálvame’ e de sua estrelinha na testa – marca registrada da personagem Mia Colucci. 

Já Maite Perroni, apostou em repetir o discurso emocionante que foi eternizado no DVD Live in Rio, no qual a cantora fala sobre igualdade e respeito entre as pessoas. “Não importa sexo, língua, religião. Todos somos iguais”, salienta.

Dulce Maria, além do antigo ruivo da personagem Roberta Pardo, também usou um adereço muito conhecido pelos seus fãs, o símbolo da paz, como peça chave em sua performance de ‘No Pares’.

Christopher Uckermann, no entanto, utilizou o look original de ‘Light Up The World Tonight’, presente na última turnê da banda, a Tour Del Adiós. O figurino inclui um terno vermelho, preto e amarelo, combinado à uma calça jeans branca.

Outra surpresa, foi a presença de rostos já conhecidos pelos fãs nos instrumentais do RBD. Charly Rey, na guitarra e Luis Emilio “Catire”, na percussão. Os dois músicos acompanharam a banda de 2004 à 2008, e estão de volta aos palcos ao lado dos cinco integrantes nesta nova etapa.

Recriando também como grupo, o RBD fez várias coreografias, inclusive a do clássico ‘Me Voy’, que compõe o álbum Nuestro Amor. Contudo, a maior referência, provavelmente, ainda está por vir. Isso porque o último show da banda vai acontecer exatamente no mesmo dia da sua primeira despedida: 21 de dezembro. Há quase 15 anos, o RBD dava adeus aos palcos em Madri, na Espanha. Sem tempo para se despedir de seu próprio país, o grupo recebe, hoje, uma nova chance de finalizar um ciclo que, em 2008, não teve direito: a última apresentação está marcada no Estádio Azteca, o maior do México. 

Foto: Instagram/Divulgação

 

 

Escrito por Mariana Franco

Rate it

A RÁDIO ATLÂNTIDA

A maior geradora multiplataforma de inovação e conteúdo jovem de Santa Catarina e a melhor vibe do FM!

SINTONIZE

Ouça a rádio da sua vida

QUERO ANUNCIAR!