Música

brasil ultrapassa a média global de consumo de música

todaydezembro 27, 2023

Fundo
share close

Que o Brasil ama música não é novidade. Não é atoa que o nosso país tem tantos festivais, gêneros musicais únicos e tanto apreço por festas como Carnaval. Mas agora, com uma nova pesquisa do IFPI, comprovamos o nosso amor pela música.

Foto: Unsplash / Talles Alves

Isso porque a Federação Internacional da Indústria Fonográfica (IFPI), representante global da indústria da música gravada, publicou o estudo “Engaging with Music 2023”, e o resultado foi: os brasileiros ultrapassam a média global de consumo de música! A pesquisa analisa o envolvimento das pessoas, seu acesso e sentimentos em relação à música em escala mundial.

4 horas a mais que a média

Para esse relatório, o intituto entrevistou mais de 43 mil indivíduos em 26 países, constituindo a pesquisa mais abrangente realizada com esse foco específico. Além disso, o estudo inclui uma análise do mercado brasileiro, divulgada pela Pro-Música, entidade que congrega as principais gravadoras e produtoras fonográficas do Brasil.

Os resultados revelam que o tempo médio dedicado ao consumo de música atingiu um patamar inédito globalmente, alcançando 20,7 horas por semana. Por isso, os brasileiros ultrapassam essa média mundial, registrando um tempo de 24,9 horas semanais dedicadas à audição de música.

Inteligência artificial? To fora!

Um ponto crucial diz respeito à inteligência artificial (IA). Em escala global, 79% concordam que a criatividade humana desempenha um papel fundamental na criação musical. No contexto brasileiro, essa estatística sobe para 85%. Quando se trata do conhecimento sobre as capacidades musicais da IA, os dados mundiais indicam que 74% das pessoas acreditam que essa tecnologia não deve ser empregada para clonar ou representar artistas musicais sem consentimento. No Brasil, 70% dos consumidores de música compartilham a opinião de que a IA não deve ser utilizada para esse tipo de fraude.

O estudo também revelou que, em nível global, os entusiastas da música costumam ouvir, em média, mais de 8 gêneros musicais distintos. No entanto, no Brasil, essa média sobe para mais de 10 gêneros musicais diferentes apreciados, em média, pelos ouvintes. Além disso, na análise global, 71% dos participantes expressaram a importância da música para a saúde mental. Por outro lado, no contexto brasileiro, esse número aumenta, com 83% das pessoas compartilhando essa mesma percepção sobre a relevância da música para a saúde mental.

Leia mais:

Escrito por Marina Soares

Rate it

A RÁDIO ATLÂNTIDA

A maior geradora multiplataforma de inovação e conteúdo jovem de Santa Catarina e a melhor vibe do FM!

SINTONIZE

Ouça a rádio da sua vida

QUERO ANUNCIAR!